Buscar...
Entrega GRÁTIS para RJ e Região*
Pedido mínimo de apenas R$130
Despachamos para todo o Brasil

Instrumentais

Os instrumentos cirúrgicos são ferramentas ou dispositivos desenvolvidos para a realização de ações específicas dentro de um procedimento cirúrgico, visando ao auxílio dos profissionais de saúde. Nos dias atuais, cada instrumental é feito para um propósito específico.

Mais sobre Instrumentais Médico Hospitalares e Clínicos

A maioria dos instrumentais cirúrgicos são feitos de aço inoxidável cirúrgico durável ou são descartáveis como no caso de alguns bisturis. Nesta categoria, encontre a maior variedade de Instrumentais Cirúrgicos, como: pinças, tesouras, afastadores, flebos, porta agulhas, cabos de bisturi.

Todos possuem registro no Ministério da Saúde e são fabricados com os mais rigorosos padrões de qualidade. Linha de instrumentais completo para profissionais da saúde é na JNS.

O que são instrumentais cirúrgicos?

Quando o assunto é operar, os instrumentais cirúrgicos são um pré-requisito. Pela diversidade existente, tais materiais preenchem uma lista imensa, e precisam ser escolhidos levando em conta uma série de detalhes:

  • Tipo de cirurgia que será realizada;
  • Auxílio de instrumental robótico ou de vídeo;
  • Preferência do médico e da equipe;
  • Número de cirurgias realizadas por dia em tal estabelecimento (para se ter a quantidade de kits necessária);

E muito mais.

Em resumo: em seu estoque, você precisa apostar na variedade e ter quantidade suficiente. Afinal de contas, não pode faltar uma simples pinça em meio a uma cirurgia de grande porte, né? Além de atrapalhar o trabalho da equipe, “pegaria mal” para a instituição.

Sabendo disso tudo, nosso objetivo é lhe ajudar. Quer saber os principais materiais cirúrgicos que você precisa ter? Vamos lá!

Afastadores

Depois de feita a incisão, serão os afastadores os responsáveis por “segurar” a pele do paciente, o tecido subcutâneo e os músculos, possibilitando que o campo seja visto sem empecilhos.

Há vários tipos de afastadores no mercado, e o uso varia conforme o tipo de cirurgia a ser realizada.

Um exemplo bem prático: o afastador utilizado para a excisão de um lipoma será muito diferente daquele para colocação de prótese em quadril. Afinal de contas, para o último, será necessária uma tensão muito maior!

Se você é gestor, uma dica: questione sua equipe dos materiais necessários para as cirurgias que serão feitas, pois é impossível você saber de tudo isso. Acredite nos profissionais, afinal, eles têm experiência no assunto!

Cabo de bisturi

Apesar de as cirurgias utilizarem o cautério em várias etapas, o bisturi ainda é insubstituível – a começar pela incisão cirúrgica.
Apesar de existirem cabos descartáveis no mercado, o modelo “tradicional” deve fazer parte dos seus instrumentais cirúrgicos. Até porque, há cirurgiões que preferem ele!

Sem falar que o modelo de aço diminui a quantidade de lixo gerada na cirurgia. Vamos pensar no meio ambiente?

Pinças

Quem é cirurgião “raiz” não vai negar que as pinças são a base dos instrumentais cirúrgicos, não é?

Elas podem ter papéis distintos, formas distintas, e são utilizadas em vários momentos da cirurgia. A lição disso? Elas não podem faltar em seu estoque. Pelo contrário, devem estar presentes em grande quantidade.

Vamos relembrar a função das principais pinças?

Pinça de Adson

Seja com ou sem dente, elas são muito importantes para segurar tecidos (diversos) durante a manipulação cirúrgica.
Elas estão disponíveis em tamanhos diferentes, a depender do local que está sendo operado.

Pinça Allis

Com um formato de “tesoura” e dentes serrilhados, a pinça de Allis é utilizada principalmente para a preensão de músculos – afinal, se entrar em contato com a pele, pode deixar marcas.

Pinça anatômica Dente de Rato

Faz parte do “feijão com arroz” de qualquer cirurgia – inclusive de pequenos procedimentos. Toda caixa cirúrgica não só pode como deve conter a dente de rato!

Assim como a Adson, ela está disponível em diferentes tamanhos. Vale a pena apostar na variedade!

Pinça de Backhaus

A importância da Backhaus já é vista quando se prepara o campo cirúrgico – afinal, ela é utilizada para prender os campos, na maioria das vezes.

Pinça Cheron

Esta é uma pinça utilizada principalmente na ginecologia, seja em procedimentos cirúrgicos como também no consultório.
Como exemplo do seu uso, pode-se falar na limpeza do colo do útero e das paredes vaginais previamente à inserção do DIU (Dispositivo Intrauterino).

Pinça Debakey

Esta pinça é utilizada principalmente em cirurgias vasculares, tendo um importante papel dentre os instrumentais cirúrgicos para a hemostasia.
Ela foi projetada para que seja travada e destravada com facilidade, sem que se perca a sua firmeza.

Pinça Kelly

A Kelly também está presente em praticamente todas as cirurgias, utilizada para a preensão de tecidos.

Está disponível em tamanhos diversos, seja na forma reta ou curva – sendo que, quase sempre, os dois tipos são utilizados simultaneamente, considerando suas várias aplicações.

Pinça Kocher

Esta pinça também faz parte dos instrumentais cirúrgicos hemostáticos. Suas ranhuras permitem a preensão de vasos, consequentemente, cessando sangramentos.

Porta agulha

Ainda que os instrumentais cirúrgicos da videolaparoscopia comportem fios para a sutura, o porta agulha segue indispensável.

Assim como as pinças e tesouras, seu tamanho varia conforme o uso.

Pensando em pequenos procedimentos de pele, a de 14 cm pode ser útil.

Diferentemente, quando se está suturando uma cavidade, o comprimento importa muito para que se tenha controle do porta agulha.

A grande dica aos gestores: apostem na diversidade também deste material, afinal, ele fará diferença no resultado do trabalho do cirurgião.

Além disso, pela perda da estabilidade, porta agulhas precisam ser substituídos com o passar do tempo. Não se esqueça disso!

Tesouras

Assim como as pinças, as tesouras são indispensáveis na caixinha cirúrgica – mesmo aquela utilizada para suturas e/ou pequenos procedimentos.

Dentre os vários tipos de tesoura, há alguma diferenciação:

  • Tamanho;
  • Retas ou curvas;
  • Ponta Romba ou fina.

Algumas tesouras recebem nomes especiais, como a de Potts, Metzembaum, Mayo, e assim por diante.

O que está esperando para renovar o seu arsenal do centro cirúrgico? Conte com a nossa ajuda!

Dúvidas? Fale conosco agora mesmo.

Não hesite em nos perguntar e tirar quaisquer dúvidas que você tenha. Estamos aqui para lhe ajudar.